...PALAVRAS INSONORAS!!!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Uma questão de ordem... ou melhor, de minha consciência!

Alguns amigos, acho que sob a forma gracejo, vem me perguntando se estou em jejum, ou, se já comprei meu colchonete, e barraca para acampamento.

Até entendo as galhofas, ou melhor, sei que não tem, para alguns, muita importância, mas a coisa não é tão simples assim!

Sou campista, e saber que nossa cidade – diga-se de passagem, mais uma vez – vem passando por mais uma coisa desse tipo, não é legal!

Campos precisa ser tratada como realmente ela é... uma cidade de 463 535 habitantes (Censo Populacional 2010 - IBGE), a maior cidade do interior fluminense, e a décima maior do interior do Brasil. É, também, o município com a maior extensão territorial do estado, ocupando uma área pouco menor que a do Distrito Federal.

Em conversa com um Promotor de Justiça na própria quarta, dia do fatídico ocorrido, o mesmo que não tem sua naturalidade campista, fez uma colocação precisa: “Campos se comporta como uma cidade 50 mil habitantes... tudo gira em torno da prefeitura”.

Não vou entrar no mérito, apesar de concordar com o membro do parquet, de tal afirmativa, uma vez que a população é a única culpada, tanto dos erros como dos acertos de nossa governaça.

Não estou aqui para julgar se o mérito da ação, nem mesmo para debater a permanência na sede da Prefeitura. Longe de mim!

Entrar nessa seara é tomar partido, e é sobre isso que resolvi escrever.

Inicialmente, antes que alguém pense alguma coisa, quero deixar claro que sou concursado pelo regime estatutário, onde tomei posse em 2003. Passei em trigésimo lugar para Campos. Isso mesmo! Campos, e não interior de Campos.

Antes desse concurso, prestei outro, para auxiliar administrativo, na área da saúde. Fui convocado em 2003. No entanto, já me encontrava na Educação, e o regime na saúde era CLT.

Mas voltando a vaca fria, penso que, como já estamos no final de 2011, o que seria mais plausível, neste momento, já que a intenção do juízo monocrático era uma punição severa, que determinasse a inexigibilidade dos membros do executivo.

Sei que essa declaração vai desagradar alguns, principalmente pessoas próximas. Mas fazer o que! É o que eu acredito.

O afastamento traz conseqüências maléficas. A cidade pára. O comercio sente, ainda mais em um tempo de greve de bancos e correios.

Mas, mais uma vez vão insurgir alguns questionamentos do tipo: “A cidade já está parada há muito tempo”. Não concordo... Havia, sim, uma movimentação. Poderia ser até pequena, mas havia, isso é inconteste. Sempre há!

Não vou “comprar partido” da situação, nem da oposição. Até porque tenho amigos, alguns, até, bem próximos, nos dois grupos.

Insurgirão mais uma vez: “Isso se chama covardia!”

Pode até ser!

Afinal quem me conhece sabe que não faço, de forma incisiva, ou melhor, de forma nenhuma, política partidária. Mas, políticos todos somos. Já dizia o filósofo Aristóteles.

Para encerrar, e tentando compendiar meu raciocínio, gostaria que toda essa situação fosse, o mais rápido possível, resolvida.

Quanto às insurreições, aos que não gostaram, simplesmente porque não coabito com seu modo de pensar, só espero não haver represarias, mas se tiver... Fazer o quê! E quantos a dos amigos, espero que me perdoem se realmente estiver muito errado. E se não estiver tanto assim, vamos marcar uma gelada, para que possamos concatenar um pensamento uníssono.

Um abraço a todos!

Em tempo: preparei este texto pela manhã, e o programei para ser postada às 15h., pois, espero que, até lá, as coisas já tenham sido resolvidas!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Ninguém me "tucuta" no facebook! Ou seria cutuca?



PQP!!!

Será que foi somente o álccol?!?!?! Ou do tipo de álcool ingerido?!?!?!

Muito bom!!!

Valeu por ter me enviado essa Renato Bruno!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Informações úteis não divulgadas!

1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperar um tempão na fila. O cartório eletrônico, já está no ar! www..cartorio24horas.com.br
Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.
Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.


Passe para todo mundo, que este é um serviço da maior importância.


2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA
Telefone 102... não!
Agora é: 08002800102
Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são importantes......
NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.
SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

Não custa divulgar para mais gente ficar sabendo.

3. Importante: Documentos roubados - BO (boletim de occorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidade na emissão da 2ª via de tais documentos como:
Habilitação (R$ 42,97);
Identidade (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11)..


Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP...

4) MULTA DE TRANSITO : essa você não sabia

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.


Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

É sempre bom termos conhecimento dos nossos direitos.
Enviado por Anderson Pessanha

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Luis Fernando Veríssimo


SEM SEXO ATÉ 2012

Eu nunca havia entendido porque as necessidades sexuais dos homens e das mulheres são tão diferentes.


Nunca tinha entendido isso de 'Marte e Vênus'.


E nunca tinha entendido porque os homens pensam com a cabeça e as mulheres com o coração.


Uma noite, na semana passada, minha mulher e eu estávamos indo para a cama. Bem, começamos a ficar a vontade, fazer carinhos, provocações, o maior TESÃO e, nesse momento, ela parou e me disse:
- Acho que agora não quero, só quero que você me abrace....


Eu falei: - O QUEEE???


Ela falou:


- Você não sabe se conectar com as minhas necessidades emocionais como mulher.


Comecei a pensar no que podia ter falhado. No final, assumi que aquela noite não ia rolar nada, virei e dormi. No dia seguinte, fomos ao shopping. Entramos em uma grande loja de departamentos. Fui dar uma volta enquanto ela experimentava três modelitos caríssimos. Como estava difícil escolher entre um ou outro, falei para comprar os três. Então, ela me falou que precisava de uns sapatos que combinassem a R$ 200,00 cada par. Respondi que tudo bem.
Depois fomos a seção de joalheria, onde gostou de uns brincos de diamantes e eu concordei que comprasse. Estava tão emocionada! Deveria estar pensando que fiquei louco. Acho até que estava me testando quando pediu uma raquete de tênis, porque nem tênis ela joga. Acredito que acabei com seus esquemas e paradigmas quando falei que sim. Ela estava quase excitada sexualmente depois de tudo isso. Vocês tinham que ver a carinha dela, toda feliz!


Quando ela falou:


- Vamos passar no caixa para pagar, amor?


Daí eu disse:


- Acho que agora não quero mais comprar tudo isso, meu bem..
Só quero que você me abrace.


Ela ficou pálida. No momento em que começou a ficar com cara de querer me matar, falei:


- Você não sabe se conectar com as minhas necessidades financeiras de homem....


Vinguei-me! Mas acredito que o sexo acabou pra mim até o Natal de 2012!

Enviado pelo Anderson.

Muito bom! Veríssimo é sempre Veríssimo!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

domingo, 11 de setembro de 2011

Grandes e Pequenas Gafes a serem evitadas à mesa


Do Livro de Receitas, mas achei no Sabor e Histórias.

– cruzar os talheres, depois de terminada a refeição, em vez de colocar garfo e faca em posição paralela.


– tomar vinho ou água, sem passar o guardanapo nos lábios, deixando a marca de gordura nas bordas do copo.


– sentar-se e fincar os dois cotovelos sobre a mesa.


– balançar-se na cadeira (que acabará por quebrar-se).


– atirar os caroços de frutas diretamente da boca no prato, sem fazê-la por intermédio do mão entreaberta.


– limpar (em casa onde for convidado) os talheres e os copos no guardanapo.


– amarrar o guardanapo em torno do pescoço.


– limpar os lábios ou os dedos, na toalha da mesa, em vez de o fazer no guardanapo.


– usar a faca para levar o alimento à boca.


– sorver e fazer barulho ao tomar a sopa.


– fazer da xícara de café ou do pires cinzeiro, após o jantar.


– falar com a boca cheia, pois é feio e a maneira mais certa de atirar perdigotos.


– falar o tempo todo, sem dar aos outros oportunidade de também dizer o que pensam.


– empurrar a comida com o dedo em cima do garfo; para isso, um naco de pão é o aconselhado.


– permitir que seu copo de vinho seja cheio e deixá-la quase intato.


– gesticular com qualquer dos talheres seguros na mão.


– virar o prato de sopa para aproveitar a última gota.


– evitar o quanto possível recusar um prato qualquer; não é necessário aceitá-lo com abundância, mas uma porção pequena é recomendável.


– cutucar o vizinho ou a vizinha com o dedo para que preste atenção no que se vai dizer.


– assoprar a sopa, quando estiver quente, quando o correto é esperar que ela esfrie.


– limpar a mesa das migalhas de pão com a mão. devendo esperar que o copeiro o faça com a vassourinha especial.


– empurrar o prato para longe, depois de ter comido o que havia nele.


– ao levantar-se da mesa, deixar que o guardanapo escorregue e vá ao chão, ou fazer dele uma trouxa; dobre-o rápidamente e deixe-o em frente, sobre a toalha.


– ocupar-se, durante a refeição, unicamente com uma vizinha, lembrando-se de que elas são duas. Procure entreter a que estiver menos solicitada pelo vizinho do outro lado dela.


– se a dona de casa ou uma de suas vizinhas levantar durante a refeição, faça o mesmo, é uma atenção que se deve seguir à risca.


– usar o palito somente quando for indispensável e com toda a discreção; fazê-to rápidamente e nunca deixá-la dependurado no canto da boca.


– acenda o cigarro somente depois de servidos os pratos salgados e sempre pedindo licença às senhoras que estão a seu lado. Cuidado com a direção da fumaça.


– deixe o cachimbo – caso o leitor o fume – para sua casa ou quando houver bastante ar para que a fumaça não incomode. Cuidado com a qualidade do tabaco.


– nunca se levante da mesa, antes que a dona (ou dono da casa, na falta dela), faça o sinal de que a refeição está terminada.


Se conseguirmos guardar a metade das regras, já é um bom começo!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Cagada ou Milagre?!?!?!

video

Enviado pelo amigo Gustavo D'Angelo. Só podia mesmo, afinal tem moto no meio!

Diferença entre Poupar R$100 e Dever R$100


SAIBA A DIFERENÇA ENTRE POUPAR 100 REAIS E DEVER 100 REAIS PELO MESMO TEMPO, NO ATUAL SISTEMA TRIBUTÁRIO E FINANCEIRO NO BRASIL.

Se um correntista tivesse depositado R$ 100,00 (Cem Reais) na poupança em qualquer banco, no dia 1º de julho de 1994 (data de lançamento do Real), teria hoje na conta a FANTÁSTICA QUANTIA de R$ 374,00(Trezentos e Setenta e Quatro Reais).

Se esse mesmo correntista tivesse sacado R$ 100,00 (Cem Reais) no Cheque Especial, na mesma data, teria hoje uma pequena dívida de R$139.259,00 (Cento e Trinta e Nove Mil e Duzentos Cinqüenta e Nove Reais), no mesmo banco.

Ou seja: com R$ 100,00 do Cheque Especial, ele ficaria devendo 9 Carros Populares, e com o da poupança, conseguiria comprar apenas 3 pneus.

Não é à toa que teve banco com quase R$ 2.000.000.000 (Dois Bilhões de Reais) de lucro liquido somente no 1º semestre, seguido de perto por outras instituições bancarias.

Dá para comprar um outro banco por semestre!

E os juros exorbitantes dos cartões de crédito?
VISA cobra 10,40 % ao mês
CREDICARD cobra 11,40 % ao Mês.
Em contrapartida a POUPANÇA oferece 0,62 % ao mês.
Reforma Tributária e Financeira no Brasil, já!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O bêbado e a palestra


Um homem com andar meio cambaleante é parado pela polícia às quatro da manhã e é perguntado para onde está indo.

- Estou a caminho de uma palestra sobre os efeitos do álcool e das drogas no corpo humano. Sobre os danos causados pela esbórnia e a farra na degradação da vida amorosa conjugal. Sobre os impactos negativos sobre o sistema nervoso central e periférico advindos dessa vida desregrada e sem Deus no coração. Sobre os malefícios aos órgãos internos e também externos devastados pela ingestão desenfreada de fumo, álcool e drogas ilícitas...

O policial pergunta:
- Fala sério!? E quem vai dar, e onde vai ser uma palestra nessa abrangência e relevância científica a esta hora da madrugada?

- Minha esposa, assim que eu chegar em casa!!!...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A cirurgia

Antes do procedimento cirúrgico

Depois do procedimento
É galera... tenho que dar os parabéns para as madames, e, também, para os homens, que têm a coragem de passar por uma intervenção cirúrgica, apenas em nome da beleza, e que muitas vezes não ficam nada belo!

Na quinta passada dirigi-me, junto com a minha esposa, ao Hospital Santa Casa de Misericórdia de Campos. Cheguei lá 09h45m. Tudo dentro do esperado.


Fiz o “check-in” na recepção, e subi para meu novo lar, pelo menos dentro das próximas 24h. Grande ilusão!


Em jejum, desde 9h da noite anterior, pus-me a esperar. Era sabido que o médico tinha um outro procedimento cirúrgico antes do meu, o que me deixa apenas uma opção: esperar!


No meio da tarde o telefone do quarto toca. Ao atender sou informado que a primeira cirurgia ainda não se findara, e que eu deveria retornar amanhã, sexta-feira, para ser operado às 10h.


Que maravilha! Quase morri de fome por nada!


Recolhemos todas as “tralhas” e saímos do hospital.


Dormi o resto da tarde, e acabei entrando pela noite. Não tinha conseguido dormir direito na noite anterior. Acho que foi a pressão.


Ao acordar, lembrei-me do celular, que encontrava-se desde as 9:45h no modo silencioso. Constatei que algumas pessoas haviam ligado e comecei a retornar a ligação.


Falando com minha Superintendente, percebo que alguém faz uma ligação para mim. Um número totalmente estranho.


Despeço de minha “chefe”, e retorno para o número, que tinha três ligações perdidas. Atende Malu, a secretária do médico, informando-me que a operação não seria mais às 10h, e sim às 7h.


Retornei à Santa Casa no dia seguinte, e às 7h e 45m já encontrava-me de camisola hospitalar no centro cirúrgico.


Antes das 10h já estava de volta ao quarto. Olho muito inchado, e um pouco de sangue.


A cama, como é de costume, péssima! Ou melhor, o colchão! Não fugiu nada do esperado!


O que realmente não esperava foi um sangramento no canto direito que não queria cessar por nada!


Começou na sexta à tarde, só estancando no domingo quase à noite. Ficamos, eu e minha esposa, muito tensos, até porque não poderíamos deixar transparecer nossa preocupação, nem um para o outro, nem para minha mãe. Mas felizmente estagnou.


Hoje já estou podendo falar um pouco mais. Pois até mesmo falar estava evitando, uma vez que forçava os músculos da face, o que poderia acarretar mais sangramento.


Acabei de receber algumas visitas: Buzunga e Ana Lúcia, meu sobrinho e Dona Consomar, sogra do meu irmão, e meu irmão mais velho, Leonardo. Todos acompanhados, é claro de Dona Gilda, minha mãe.


Ainda sinto umas fisgadas e coceira na vista, precisamente onde estão os pontos. Estão dizendo que isso faz parte da cicatrização, espero que sim!


Amanhã, na parte da tarde, estarei indo ao consultório médico. Espero que tudo corra bem, e que os pontos sejam retirados.


Toda hora que saio da cama sinto as fisgadas e a coceira, por isso, vou fazer o “detesto”: deitar e espera o almoço que já está saindo!


Mais uma vez obrigado pela preocupação e assim que der retorno ao blog!

Abração